sábado, 13 de novembro de 2010

O Artist’ator...



O Artist’ator...


“Não tente atingir a emoção como eu faço, pois você pode não voltar”


Emoção, criatividade, capacidade de interpretação, resposta, poder de síntese, dicção, afinação, dinâmica, senso rítmico, estético e organizacional fazem parte da essência de um artista. Não depende de gen, ele apenas É. Devora tudo que é novo como combustível e vive de arte transformando toda sua existência em ARTE. A arte que se manifesta através do artista - e não o contrário. Tal qual a pocessão de uma entidade, a arte toma-o para si, tornando-o coletivo e atemporal. 

Um vulto, um fio, uma faísca, a criatividade. Quando criança o louco entre os seus, quando adulto o destaque entre tantos incrédulos: O que fascina! O artista não é uma pessoa comum, não é propriedade de ninguém, se assim fosse ou a arte não teria nenhum valor ou todos teriam o privilégio de cantar, pintar, compor, interpretar, tocar atuar etc... E nada teria a graça que tem. O artista é um ser diferente, cuja capacidade de existir enquanto arte transcende às interpretações o egoísmo e a vontade de quem consome sua arte. Beba-me! 

O ator tem que saber que, para ser um ator de verdade, vai ter que fazer mil e uma renúncias, mil e um sacrifícios. É preciso que o ator tenha muita coragem, muita humildade e, sobretudo um transbordamento e amor fraterno para abdicar da própria personalidade em favor da personalidade de suas personagens, com a única finalidade de fazer a sociedade entender que o ser humano não tem instintos e sensibilidades padronizados, como os hipócritas com seus códigos de ética pretendem. “Tudo tem que ser muito discreto, muito politicamente correto, muito: "Isso não se deve falar". Eu acho isso tudo uma frescura, pois o artista fala tudo: Quebra padrões e está aquém do que desejava e sempre além da vanguarda...



                                                                                                                  F. S. T.

Um comentário:

Aíla Nossa disse...

Adorei o texto,principalmente o final.